sábado, 26 de novembro de 2011

Relato de parto - Atrasadérrimo!

"Depois de quase 17 meses, vou contar sobre o meu parto! Atrasado...mas vale a pena!!!
Descobri a gravidez em novembro, estava com seis semanas... Fiquei eufórica! No início da gravidez eu só queria saber de fazer a cirurgia, ainda brincava dizendo que o meu parto seria normal com cirurgia e não anormal (era assim que eu pensava sobre o parto normal). Numa das primeiras consultas com a GO perguntei sobre o parto cesariano, ela olhou pra mim e disse: "Você está pensando em cirurgia ? Por que?". Não tive nem o responder! 
O tempo foi passando e eu sempre lendo muita coisa na internet, então fui procurando saber mais sobre o parto normal, já que a minha GO se mostrava totalmente contra a cirurgia. Quanto mais eu lia, mais eu me encantava...

Logicamente eu morria de medo da dor (minha única preocupação era com a cabeça do bebê).

Acabei decidindo que queria ter Isabela pelo parto normal! Quando eu contava isso para as pessoas, a maioria me chamava de doida, falavam que eu não iria conseguir, que eu não tinha forças! Tenho 22 anos, estava com 64kg e tenho 1,61m de altura, pequena mesmo, franzininha! Mas eu já tinha decidido, só não seria PN se Deus não quisesse!

A DPP era 02 de julho, tive consulta no dia 28 de junho, a GO fez os exames e eu estava com apenas 1cm de dilatação, ela disse que não precisava me preocupar pois ainda faltavam alguns dias!

Nesse dia cheguei em casa e nem lembro que pesquisa fiz no google e encontrei o blog Fisio & Doula, e "dei de cara" com um tópico intitulado "A DOR DO PARTO É O PROBLEMA???", aí está o link para quem quiser ler: http://fisiodoula.blogspot.com/2010/06/dor-do-parto-e-o-problema.html

O texto é lindo mas uma parte eu vou sempre falar sempre que me perguntarem o porque do parto normal: "Uma dor forte, intensa sim.... como um grande abraço de despedida que seu corpo dá ao seu bebê, afinal depois de 9 meses juntos eles irão se separar para sempre.... e uma separação tão intensa como essa, realmente merece muitos abraços apertados."

Se eu já queria PN.. depois desse texto, esse era o meu grande objetivo!

Continuando, na terça feira acordei super disposta, arrumei a casa, babei nas roupinhas da neném e almoçei, depois de ter me lotado de comida percebi umas cólicas muito fraquinhas, aí pensei "vou terminar tudo que tenho que fazer". Fui à escola onde trabalho pra assinar uns papéis, fiz unha, arrumei cabelo e arrumei pela última vez a malinha da Isabela.

Conforme o dia ia passando eu percebi que as dores aumentavam, mas ainda não eram constantes! Fui na casa de uma tia, tomei queimadinha, me diverti... Me levantava quando a dor era mais intensa, dava voltinha e vim embora pra casa! Lá pelas 10h da noite as dores ficaram constantes em intervalos de 10, 8 minutos! E eu fui aguentando.. Quando era 1h da madrugada, eu não aguentava mais, as contrações eram muito fortes e fomos pro hospital.. eu, meu maridão e minha mãe!

Quando cheguei lá a enfermeira que com toda certeza do mundo estava tirando a maior soneca, veio me atender numa má vontade danada, e disse pra mim: "Não deve estar na hora ainda não, você esttá muito calma" (onde é que está escrito que uma mãe calma não está perto de parir???)

Ela chamou o médico e ele fez o toque: 4cm de dilatação! Ele então mandou a enfermeira me preparar, ela fez a lavagem, tomei um mega banho e fui pra cama! Me colocaram no soro, depois dessa hora as dores eram muito intensas mas não insuportavéis. Eu estava sozinha no quarto, sem acompanhante (faltou coragem pra arrumar barraco no hospital), e a enfermeira fazendo tricot! Eu dizia que doía muito e ela nem aí, eu repetia e ela me falou assim: "não posso fazer nada, é assim mesmo."

Nessa hora eu percebi que eu sozinha teria que arrancar forças... eu sabia que ela não podia sentir a dor por mim, mas podia pelo menos me encorajar, segurar minha mão! Que nada! As 4:40h a bolsa estourou, aí as dores tomaram uma dimensão muito grande, eu me contorcia, mordia o lençol... O médico vinha sempre me examinar, quando a bolsa estourou eu estava com 7cm e com muita dor! As 6:30h mais ou menos, o médico voltou, fez o toque e viu que eu já tinha 10cm, fomos pra sala de cirurgia! Que medo eu estava!

Ele pedia pra que eu fizesse força, me incentivava dizendo que eu ia conseguir... E nada da Isa dar as caras, toda força que eu fazia não era suficiente! O medico dizia: "tá quase, ela é cabeludinha, já to vendo!". Aí o pediatra que tava na sala falou assim: "se você não fizer a força necessária, ela vai se machucar aí onde está!"

Nessa hora Deus me fez uma guerreira, realmente a menina mulher mãe que se torna leoa... Uma enfermeira veio por cima da minha barriga e fez força, juntei todo amor e força que tinha e ouvi o som mais esperado dos ultimos meses: o choro da minha filha! Foi um dos melhores momentos da minha vida porque sei que ela ainda vai me proporcionar um ZILHÃO de alegrias! O médico teve que fazer a episiotomia. Isa nasceu com 49cm e 3.270kg, pra mim que sou pequena, um baby muito grande!

Me senti uma leoa, verdadeiramente mãe! Hoje posso me orgulhar de ter trazido a minha filhinha ao mundo... O reconhecimento das pessoas te enche de alegria e orgulho. O marido me olhou e disse: "Você é uma guerreira!" (Depois disso sei que ele me dá muito mais valor).

Consegui trazer minha Isa ao mundo às 6:50h. Depois do almoço eu já estava andando pra tudo quanto é lado, ajudando as mãezinhas de cesariana que estavam comigo no quarto! Foi a melhor decisão da minha vida!

Senti dor??? Muita!!! Mas valeu a pena! Faria tudo outra vez!

Esse é o meu relato, foi tudo muito tranquilo...

PARTO NORMAL, eu apóio!!!

Renata Olah, doula e escritora do blog: Seu texto foi imprescindivel pra esse momento em minha vida! Obrigada" 


        

12 comentários:

Renata Olah disse...

Tatiii... muito obrigada por falar de mim em seu relato! Fico muuito feliz de saber que de alguma forma ajudei em seu processo de se tornar mãe.
Sobre a pergunta que me deixou, sou contra toques de rotina. O colo é pra estar fechado e então não há a menor necessidade do médico ficar tocando. Nem mesmo durante o trabalho de parto isso é necessário com a frequência que é feito, viu?
Beijinho

Gaby Arena disse...

Nossa ki lindo adorei chorei msm eu fiz cesariana e é muito ruim minha gravidez era de risco e antes fazer cesarea do q ficar sem minha filha naum tive apoio tbm meu namorido tava preso por motivos pessoais e se puder meu proximo tenho normal(ai ki mentira qro cesarea de novo tenho medo da dor e de naum aguentar)
bjs nosso's

Mamãezinha disse...

Oi Tati! Belas palavras. O meu foi cesariana e foi emocionante também porque o mais importante, eu creio, é a segurança da mãe e do bebê. Beijos meus e de Laura para você e Isa!

Carol Liôa disse...

amiga, fui lendo seu relato e tendo a certeza q ja tinha lido ele em algum lugar! é lindo, parabens, mas pq postou tão atrasado se ele ja estava pronto e ate no blog da propria escritora q te deu tanta força? bjss

Mih Fernandes disse...

Puxa, vc gosta de escrever hein!?! rsrsrs...
Muito bacana seu texto.
Adorei seu blog e tô te seguindo.
Bjinhos!

sheR disse...

Parabéns, você foi muito guerreira, e a pequena Isa se orgulhará muito de vc!

Tati - Projeto Bebê da Tati disse...

Olha só, mais uma Tati (xará) guerreira e encantadora que eu encontro.
Vou ter que me esforçar pra manter o nivel das Tati´s rsrs
Adorei seu relato.
Sempre pensei em ter filhos de parto normal. Medinho sempre dá, mas meu pior medo é ter falta de ar. Vc teve?

Querida, parabéns pela filhota linda, pela historia linda.

Um grande beijo pra vcs.

Glauh Pima disse...

Ai flor me emocionei com teu relato de parto...Sempre sonhei com um parto normal e qdo descobri que teria que fazer cesariana por conta da calcificação na placenta chorei muitoooo...mas foi o melhor pra minha filha...quem sabe no proximo eu realizo meu sonho,pois sou super frustrada por naum ter tido o parto NORMAL...
BJUS

sheR disse...

Tati, obrigada por sua visita, e olha eu acho que o Cruzeiro não caiu por pura marmelada mesmo, seria impossivel akilo acontecer...
bjãO e touesperando noticias da Isa ein!

Janynne disse...

Amiga teu relato é lindo... Se eu tivesse tido apoio acredito que teria um relato lindo de um parto normal, mas por aqui dificil viu... so em hospital publico e como a situação aqui ta critica nem pensei em ariscar...rsss
Tm não postei no blog, meu relato, sera que da tempo? Bju

Helena Silva disse...

Tati,
Sempre me emociono com seu relato. Vc foi e é uma lutadora e vencedora.
Beijos
Lena

Silvia Teixeira disse...

Que delícia o seu relato!!
Lembrei do meu PN com Isa... também precisei de ajuda, o anestesista que subiu na minha barriga para enfim minha princesinha nascer!! Mas nunca esqueço do momento em que ela nasceu e a médica disse: ainda não acabou, só mais um pouquinho para a placenta sair toda!! Afff eu morta de cansada, crente que tinha acabado e ainda tive que fazer mais força!! kkkkk Mas amei o PN, quis fazer de novo com o BÊ, mas a minha bolsa estourou e não tive dilatação, esperamos até a hora que deu, e depois tive que ir pra faca mesmo pois ele poderia entrar em sacrifício por falta de líquido!!
Beijinhos!!